quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Fragmentos de Quarta: Tem que experimentar!




Amar é bom, mas sofrer por amor também é. Se não houvesse o sofrimento, não se conseguiria sentir o gosto bom do valor, nem mensurar a imensidão da importância de um grande amor. Não tenho medo de sofrer nem vergonha, dou a cara a tapa, choro, curto o luto, curo e revivo novamente. Com mais experiência e consciente do que dá certo - ou não, haha -.
Algumas horas atrás um postagem no facebook me direcionou a um site com um texto muito bom da jornalista Denise Molinaro que falava do amor nos tempos de hoje (do Tinder) e um trecho em particular me chamou a atenção:
"Experimente viver com decência e coragem todas as sensações da falta de alegria. Nada é tão ruim quanto parece. Os desapontamentos têm função decretada em nossas vidas."
Pura verdade, as frustrações e decepções tem função decretada em nossas vidas SIM. Coitados dos nossos amigos que tem sempre que ouvir as mesmas ladainhas com personagens diferentes. Inshalá!
Mas é como diz uma música de Cícero: "Se tu soubesses como machuca, não amaria mais ninguém...”.








.fim

Anddy Freitas